Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

06
Mar17

A criança em mim está que nem dorme!

Sarah

Eu sou, sempre fui e sempre serei uma fanática do universo Disney. Digam o que quiserem, acusem as princesas de serem uns personagens de um anti-feminismo atroz, que com aquelas histórias não se aprende nada, bla bla bla, que eu sou e serei para sempre uma miúda de totó em cima de cabeça, de cada vez que vir um dos filmes ou ouvir uma referência musical. 

Entendam....a Disney "criou-me". A minha geração foi a que mais viveu as princesas e os contos de fadas e, aos 24 anos, quando pus os pés na Disney pela primeira vez, dei por mim a choramingar, enquanto fazia um sorriso a lá Cheshire Cat. As melodias ainda ecoam no meu imaginário, os vestidos, os ratinhos da Cinderela e a rosa da Bela e o Monstro (o meu conto favorito!).

Portanto, podem imaginar a ansiedade que reina neste corpinho para que dia 16 chegue! Confesso que os remakes me dão sempre ansiedade, ainda para mais quando se tratam de filmes de culto, de momentos da minha infância. Contudo, de cada vez que vejo o trailer da Bela e do Monstro deixo-me entrar nos 7 anos e fico ali, a babar-me para cima do ecrã. 

Hoje saiu o videoclipe do tema principal, interpretado pela Ariana Grande e pelo John Legend. Deu-me alguns mixed feelings, não pelo Legend (que venero) mas pela Ariana e aquele seu permanente ar de "ai que se vão cair as cuequinhas!". Relembro que o primeiro duo a interpretar este tema era composto SÓ pela Celine Dion e o pelo Peabo Brsyon. São sonoridades um pouco diferente mas, no geral, o John e a Ariana cumpriram bem o proposto: musicar uma linda história de amor (entre um monstro e uma miúda intelectual que ele raptou :) ).

Vejam, apreciem, permitam-se ser crianças novamente.

 Sarah

6 comentários

Comentódromo