Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

22
Set16

A saga das unhas: um mês sem gel

Sarah

Precisei de um mês, quase mais meio, para conseguir pintar as minhas unhas! Todos os dias, durante este período, usei uma mistura de endurecedores da andreia, o Complex+ e o reparador com abacate. Fugi de removedores de verniz com acetona e usei vaselina a rodos para as cutículas (melhor coisa de sempre!). Muita paciência, limadelas, lascas e pontas partidas até ao sabugo, finalmente volto a ter umas mãos apresentáveis e uma unhas capazes de manter o verniz.

Claro que não posso usar qualquer um pois ainda não estão umas unhas perfeitas (que nunca foram também...) então, seguindo o comentário da Mula ao meu último post sobre este tema, fui à Kiko e comprei o Perfect Gel Duo, o 704 (vermelhão! Fáfá de Belém!) e não podia estar mais satisfeita. Vem numa embalagem com dois vernizes, a cor e o top coat, por 7,90€ o conjunto. Vale muito a pena.

 Quanto a mim, voltar a pintar as minhas unhas foi toda uma aventura. Primeiro, há dois anos que não me dedicava a isto e optava pelo "facilitismo" do gel. Depois, voltar a ganhar coordenação suficiente para pintar a mão direita (eu sou destra) e o resultado não ser uma pintura rupestre feita por uma pessoa com espasmos. Terceiro, voltar a comprar toda a parafernália para arranjar as unhas. Mas estes vernizes facilitam muito o processo com o tipo de pincel que, numa passagem quase, cobre toda a unha. E secam muito rápido evitando assim as falhas e rugas e tudo tudo o que se agarra a umas unhas acabadas de pintar.

Por fim, deixo-vos uma foto original do estado destas mãozinhas:

20160922_153856.jpg

Bonhito hein!?

Sarah

4 comentários

Comentódromo