Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

22
Nov16

Agora já não é fofinho, pois não?

Sarah

A semana passada andava pelas redes sociais um vídeo de um cão a receber festas de um urso polar. Fofo não é? Se a Disney visse já tínhamos o novo conto do natal quase pronto. Contudo, eu, que não percebo nada disto, ao ver as imagens, percebi que o cão estava num nível de stress de bradar aos céus. E eu nem gosto de cães, nem lhes acho muita piada, mas achei imensamente triste ver o animal naquele estado.

Hoje, li aqui a noticia sobre o que realmente se passava naquela gravação:

As imagens foram gravadas em Churchill, Manitoba, uma cidade do gélido Canadá. Todos os anos, os ursos polares procuram comida e abrigo nesta região até habitat deles voltar a estar gelado. Contudo, como já todos nós sabemos (excepto o Sr. Trump) as calotes polares estão a descongelar muito mais depressa do que a voltar a congelar, ou seja, os ursos polares passam por períodos de fome e privação. 

Como a espéie humana é muito inteligente, um tipo com um terreno numa localização onde os ursos polares costumam aparecer, decidiu colocar os seus cães de trenó como isco para os turistas. É que a zona, nesta altura, vê nas visitas do turistas uma grande fonte de rendimento. Perante isto, o tipo prende os cães longe de casa e lança-lhes carne. Que os ursos, famintos, vão cheirar. Resultado? Sabem a cena do Jurassic Park, do T-Rex e da cabra? É exactamente o mesmo que se passa aqui: os ursos começaram a atacar os cães, que são o isco e, só a semana passada, os guardas nacionais tiveram que sedar dois ursos, um deles, uma mãe com uma cria.

 

Lembram-se do caso do tigre e do bode, os bff para a vida, de um zoo na malásia? O bode morreu de "causas naturais" algum tempo depois. Tal como estes cães, que são agora presas de ursos polares, para entretenimento humano. Nós somos mesmo uns sick bastards não somos?

 

Sarah