Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

19
Jul16

D saga Trump-Trampa: isto deixa-me doente

Sarah

Ler este post da Mula relembrou-me de uma das atitudes de terceiros que mais me deixa doente: o plágio. Digam o que disserem, justifiquem como quiserem ou usem aquele argumento muito fraquinho do "a imitação é o melhor elogio", para mim, o plágio não passa de pegar na inteligência do outro e insulta-la.

Acredito que entre os vários blogs que já tive e textos públicos que escrevi tenha existido plágio. Mas não é fácil controlar, não é fácil e não há tempo para andar a policiar tudo o que se escreve e o resultado é ficar um palhaço qualquer receber os louros por aquilo que saiu da minha cabeça.

As histórias são mais que muitas: guiões de cinema que foram roubados, reportagens jornalísticas que quem assinou foi o editor e não o jornalista que deu o corpo ás balas, ou a simples ideia/concepção de algo que partilhámos com um destes palhaços. No meu caso, passei por isto na faculdade com trabalhos feitos em "grupo" mas onde eu é que dava ao dedo e no fim assinavam todos mas, o que me incomodou mais, foi no emprego anterior. Eu trabalhava, eu pesquisava, eu perdia sono e juízo e no fim, quem recebia a palmadinha nas costas era outra. Mas como eu acredito no karma e no "a vida manda-te a merda que tu lhe mandares a ela" sei que um dia o meu lugar ao sol chegará.

O último caso de plágio que anda na berra é o da Melania Trump (Mrs. Trump) ao discurso maravilhoso que a Michelle Obama fez em 2008. Antes de mais, neste caso, além de feio é muito estúpido. Falamos da ainda primeira-dama americana, uma mulher seguida por milhões, um exemplo, e vem aquela tontinha da Melania pegar em excertos do discurso e usa as palavras da Michelle como dela. Nunca lhe gabei a inteligência ou não seria a mulher do Sr, Laranja aka Donald Trump mas vê-la chegar a este ponto foi algo que nunca esperei. Se ela se limitasse a ser bonita e a sorrir e a dizer adeus faria certamente melhor figura. 

 

Vejam aqui do que falo e tirem as vossas conclusões....

 

 

Sarah

4 comentários

Comentódromo