Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

14
Jun16

É possível despedir um planeta?

Sarah

Da última vez que fiz um post deste género foi para exprimir o meu desagrado com a estupidez crónica que imperava pelas terras de Portugal e Algarves, de sua majestade  Marcelo Rebelo de Sousa. Hoje, escrevo porque tive 4 dias maravilhosos de amor, família e férias para agora regressar a uma internet intransitável, tal não é a dose de assuntos inenarráveis que encontro.

 

Massacre em Orlando:

Em Orlando fica a Disney. Lugar mágico que, se for como a de Paris, deixa adultos e miúdos perdidos de alegria na sua magia e capacidade de nos levar para os contos de fadas. Orlando é um sítio onde costuma estar quase sempre bom tempo e as pessoas andam bem dispostas. Orlando tinha uma discoteca gay, a Pulse, onde na passada madrugada de domingo 49 pessoas foram assassinadas enquanto ouviam música, dançavam e passavam um bom bocado com as pessoas de quem gostavam. Faziam, então, aquilo que eu fiz o fim de semana inteiro. E foram mortas por isso. 

O Observador fez uma reportagem onde apresenta algumas das vítimas que podem ver aqui.

 

Casal faz sexo em público:

Com uma criança de 6 anos ao lado. Não era no quarto ao lado, era ao lado! Na toalha do lado. Uns transeuntes, bons cidadãos e atentos aos males no mundo decidem intervir. Como? Gravando e colocando na internet! Claro, óbvio, solução fantástica, espalhar a cara de uma criança de 6 anos pela internet. Sigam moralistas, avante mães de Bragança, a internet espera-vos!

 

O bebé milagre:

O Lourenço Salvador nasceu de uma mãe cujo corpo foi apenas uma incubadora para manter o seu bebé vivo até à hora em que ele se conseguiria manter vivo sozinho. Foi uma mãe e uma equipa de dezenas de médicos e enfermeiros que tornaram isto possível e o menino está cá fora e com saúde. O que a maioria das notícias procuram? O escândalo, o diz que disse, o processo que está  ir para tribunal, o corpo da mãe que teve finalmente o merecido descanso. E o pai, que vendeu as imagens a um site inglês.

 

A sério pessoal....amem-se. Sem terem que o colocar online ou partilhar com as vossas centenas de "amigos". Amem-se e pronto. Comecem por dentro, pelo peito que é vosso. E tomem lá a foto de um gatinho e de um bebé a ver se a coisa acalma...

 

 Sarah