Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

15
Mai17

Ele é o meu padre

Sarah

Há muitos anos, talvez desde o momento em que fui capaz de fabricar um pensamento fundamentado, que sempre pus em causa os métodos e as obrigatoriedades da igreja. Porquê que uma criança de 10 anos tem que se confessar para comungar, que pecados teria eu com essa idade, que me tornassem impura aos olhos de Deus? E porquê que se diz que os bebés têm que ser baptizados ou, se morrerem prematuramente, não entram no céu? E porquê que uma mãe solteira ou um pai divorciado não são bem recebidos na casa de Deus? Estas e muitas outras questões sempre me fizeram e fazem questionar a proximidade à igreja católica, 

Além disso, já aqui relatei que o padre que vai baptizar a minha sobrinha me põe em causa enquanto modelo de fé e de vida por viver com um rapaz sem estar casada com ele. Estas coisas deixam-me doente, contudo, uma noite, depois de um conclave, quando vi um senhor de alguma idade, com uma cruz de madeira ao pescoço chegar-se à varanda papal, senti que havia esperança no mundo cristão. 

O Papa Francisco jogou à bola e adora o seu clube o San Lorenzo. O Papa Francisco trabalhou como porteiro de discoteca e teve namoradas. O Papa Francisco abriu as portas da Basílica de S. Pedro para baptizar filhos de pais divorciados ou de mães solteiras. O Papa Francisco lavou os pés de refugiados e beijou todos os bebés que encontrou pelo caminho. O Papa Francisco faria de mim uma assídua frequentadora da missa, morasse eu em Roma, só pelo prazer de o ouvir falar. 

Neste 13 de Maio, teria certamente sido muito feliz em Fátima, o local que para mim, em Portugal, concentra mais vendilhões do templo por metro quadrado. Fiquei feliz por não ter havido um atentado (as probabilidades estavam todas lá) e, acima de tudo, fiquei feliz por ver que tanta gente foi ali por ele, independentemente de todo o misticismo associado ao local. 

Neste 13 de Maio, Portugal foi pequenino para tantas graças concedidas. Venham mais dias assim. 

Sarah

3 comentários

Comentódromo