Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

17
Mar17

Experimentalista Recomenda: Produtos delas para eles - A Barba

Sarah

Quando eu conheci o meu Querido ele tinha daquelas faces que parecem umas bundas de neném, de tão aparada que andava aquela barba. Eu gostei (claro!) mas eu tenho um fascínio qualquer pelo fenómeno viking, pela barba máscula, pelo mato desgovernado que cresce na cara dos homens e comecei, discretamente claro, a dar-lhe a entender que gostava que ele experimentasse usar a barba comprida. 

Claro que tudo isto se tornou uma realidade, quando o próprio do homem se apaixonou por si mesmo ao ver-se de barba. Contudo, nenhum de nós estava preparado para o volte face que a barba dele ia dar na nossa relação: é que, senhoras e senhores, ele não tem só barba. Ele tem um porco espinho furioso a nascer-lhe na cara! A bicha é uma daquelas babas negras, de pirata do médio oriente, mais grossa do que o próprio cabelo! Resultado, não só ele teve que aprender a apará-la e a domar a pilosidade facial, como começou a usar alguns produtos específicos para a barba. Nada garantiu um grande sucesso. 

Ele começou com os óleos. De várias marcas, com vários preços, prometendo os mais variados resultados. Nada. Foi como cortar mato com uma tesoura da escolinha. Passou então aos séruns e ás pastas de pentear. Nada. Ainda que com a pasta tenha conseguido reduzir o volume da coisa mas deixava uma espécie de caspa na barba. Até que eu comecei a fazer contas de cabeça e pensei: se funciona no meu cabelo, funciona na barba dele! E eis que eu lhe passo para as másculas mãos, o meu amaciador e o meu óleo de pontas.

Uso esta gama de amaciadores desde que saíram: são bons, baratos e deixam-me o cabelo a parecer outro. Agora uso a gama para caracóis por ser uma fórmula mais leve e assim, consigo manter os jeitos naturais do meu cabelo e a hidratação. Agora o meu homem usa-o na barba e a diferença é imediata: os pêlos já não parecem zangados com o mundo à sua volta e ficam mais moldáveis.

Mais um produto L´Oreal e mais um sucesso. Não é fácil encontrar um óleo que não deixe o cabelo pastoso nas pontas mas este é maravilhoso. O cabelo fica leve, é rapidamente absorvido e dura-me quase um ano, com aplicações diárias (mesmo sem lavar o cabelo, todos os dias ponho um pouco nas pontas). Agora, é também o maior sucesso para a barba: deixa-a macia macia, sabem? Até dá gosto passar a mão naquela cara peluda! E o cheiro é muito agradável e não cria caspa ou alergias. 

Portanto, senhoras, se tem um barbudo em casa proponham-lhe os vosso produtos. Senhores, a mulherada gosta de barba, não de maus tratos ao nível dos beiços que ninguém vos beija a parecer um scotch brite. 

Sarah