Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

12
Out16

Filmes da semana: A Rapariga do Comboio e Snowden

Sarah

A semana passada vi dois filmes, assim de assentada: A Rapariga no Comboio e o Snowden.

O primeiro já me dava ânsias há algum tempo. Devo ser uma das 3 pessoas do planeta que ainda não leu o livro (NINGÚEM MO QUER EMPRESTAR, NÃO!?) mas há muito que o quero fazer. Já o filme.....deu-me alguns mixed feelings.

Gostei muito da prestação da Emily Blunt e penso que ela conseguiu prender o espectador ao ecrã mas os restantes actores resvalam para o normalzinho. Mas a história, o cerne da questão, para mim, é simplesmente espectacular! Eu sou uma ferverosa fã do género thriller, em cinema ou em livro, e este filme podia ter explorado isso muito melhor. Gostei de como acaba e de como revela o "wow factor" (quem leu sabe do que falo) mas há momentos em que tudo parece um pouco perdido....e eu perdi-me. Saí do cinema com ainda mais vontade de ler esta obra.

 Adoro este cartaz!!

 

Já o Snowden....hat´s off!

Primeiro é uma obra so mestre altíssimo do cinema: Oliver Stone. Depois relata aquilo que eu mais gosto nos filmes: uma história real.

Para quem não sabe, o Snowden trouxe à luz e aos meios de comunicação social a espionagem que o governo americano fazia aos seus cidadãos, sob a alçada do argumento "para a vossa própria segurança!". Podem ver o contexto aqui. O Ed Snowden continua fugido na Rússia, sob acusações de espionagem e mesmo atentado contra os Estados Unidos. E se eu o admirava antes, agora é um herói, o tipo que levou à criação do movimento Anonymous! Um homem brilhante, de uma inteligência como poucos e com uns cojones do tamanho do Pentágono! Brilhante.

E o filme agarra-nos do início ao fim, com um enredo rico e tão bem montado, uma lógica em cadeia, intercalando a vida pessoal do Snowden e as suas escolhas, com informações e métodos de trabalho da CIA, FBI e a NSA. E o meu merecido elogio para o Joseph Gordon-Lewit pelo esforço em ser o Snowden himself. 

 

Aconselho que vejam os dois filmes pois os dois têm qualidade, enredo e história, mas acho que se percebe qual deles ficou como o favorito.

 

Sara

6 comentários

Comentódromo