Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

07
Fev17

O karma também tem coisas boas

Sarah

Eram 18h30, numa das artérias de Lisboa, onde vemos convergir acessos de metro e autocarro, com um movimento automóvel e pedonal de loucos. Vou a passo apressado para tentar ir aos CTT mas, quando lá chego, já estava fechado. Fiquei de neura, precisava mesmo de fazer aquele envio mas preparei-me para entrar no metro. Amanhã seria outro dia.

Nisto, vejo uma senhora que devia andar nos 70 e muitos anos, a fazer um esforço sobre humano para trazer consigo um daqueles sacos azuis do IKEA e um carrinho de compras, dos que têm duas rodinhas. A senhora, literalmente, arrastava as duas coisas, parando ao fim de poucos passos. Já vos disse que estava numa artéria cheia de movimento não já? Pois, mas ninguém parava, todos seguiam cheios de pressa, como se eu não a tivesse. 

Ela pára na passadeira e fui ter com ela. "Quer ajuda com o saco?". Os olhos iluminaram-se e ainda eu não tinha pegado no saco já ela me agradecia. Já tive gente que se assustou com a minha pergunta e disse que não, já tive gente que disse que sim mas sempre a agarrar no saco, para eu não fugir. Esta foi a melhor reacção de todas!

Até para mim o peso era considerável, e eu já trazia carga minha. Pediu-me que a deixasse num sítio específico, pois ia apanhar um táxi e, quando chegámos aquela esquina chamei-lhe um táxi que ia a passar.

"Muita sorte e saúde menina! Tudo de bom para a sua vida!"

O sotaque era minhoto, tão meu conhecido, os olhos clarinhos e o cabelo bem arrumadinho num carrapito. Podia ser uma das avós que já não tenho. Podia até ser uma grande velhaca. Não interessa. Ajudei. As nossas cargas, quando divididas com os outros, pesam menos.  Um dia escreverei sobre a falta do solidariedade, mas não hoje. Hoje apenas espero que ela tenha chegado bem ao seu destino.

E o karma, Sarah!? Quando saio do metro, deixo cair o meu passe, ou seja, deixo cair 45€ que é o que me ia custar pedir um novo passe (urgente) mais o carregamento. Já ia em passo acelerado quando uma rapariga vem a correr atrás de mim com o meu passe na mão. Fiquei sem reacção imediata, mas agradeci-lhe. 

O karma também funciona rápido para as coisas boas, descobri isto ontem. 

16425897_1247529055339437_4322954997867517311_n.jp

 

Sarah

20 comentários

Comentódromo