Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

16
Mai16

Os contadores de histórias

Sarah

Adoro saber as histórias das outras pessoas. Não por cusquice ou curiosidade em saber a vida do outro mas pela história em si pois há vidas mais cheias (de coisas boas ou más) do que qualquer ficção que possamos ler. Gosto de saber como aquela pessoa reagiu aquela adversidade, gosto de me colocar no lugar dela e de pensar "e se fosse eu?".

Por esta razão há um página no Facebook que é impossível não seguir: Humans of New York. Basicamente é um projecto pessoal que começou em 2010 e tinha como objectivo fotografar 10.000 nova-iorquinos para assim se criar uma "base de dados" fotográfica dos habitantes de Nova Iorque. Com o passar dos anos Brandon, o autor do projecto, começou a entrevistar os seus modelos fotográficos e começou a descobrir histórias de vida que nem parecem deste mundo.....e começou a relata-las. Passados 6 anos, o HONY é seguido por 20 milhões de pessoas e o projecto já foi estendido a 20 países, com dois livros editados.

Eu já chorei que nem uma criança com algumas das histórias que li. Desde um jovem que tinha ficado sem casa na noite anterior por não ter trabalho nem família, a uma ex-presidiária que estava destinada a perpétua por ter matado o tipo que durante 20 anos lhe bateu a ela, aos filhos, à família dela...e que recebeu o perdão do Obama. Há ali gente que já encontrou emprego pois alguém viu a história no facebook e ofereceu uma vaga. Há ali gente que conseguiu tratamento porque houve um hospital que se disponibilizou (e todos sabemos que a saúde nos USA é paga a preço de ouro). Há ali gente que encontrou o amor porque alguém se apaixonou pela sua história. Cada post chega aos 20 ou 30.000 likes e por vezes muito mais! As possibilidades são infinitas e foi por isso que desta vez, o HONY foi para o Hospital Pedriátrico Memorial Sloan Kettering Cancer Center ......pedir ajuda. 

Nas últimas semanas têm sido ali relatadas as histórias de pais, crianças e médicos e não há uma em que eu não me desfaça em lágrimas. Falamos de gente pequenina a passar por tratamentos terríveis e os seus pais passam por isso tudo de forma dupla. Não tenho filhos mas tenho sobrinhos e posso dizer que se os tivesse parido não gostaria mais deles do que o que gosto por isso nem quero imaginar o que será ter um filho naquelas condições.......ainda por cima a maioria dos diagnósticos ali são maus, muito maus, cancros que se desenvolvem a ritmo alucinante e onde as hipóteses de tratamento são mínimas. Mas as histórias são riquíssimas como, por exemplo, a de um grupo de pais que angariou 2 milhões de dólares para um médico poder desenvolver o seu anticorpo para o Neuroblastoma infantil. E eles conseguiram-no e o cancro que antes não tinha sobreviventes tem agora uma taxa de recuperação de 6%. Imaginam quantas crianças são em 6%, quando falamos de milhões? 

Hoje o meu post é apenas e só para dignificar e mandar muito amor e luz para esta gente. Não só para quem está doente e quem acompanha mas acima de tudo, para este Brandon que começou um projecto fotográfico e agora salva vidas. Se puderem ajudar de alguma forma por favor façam-no. É menos um par de sapatos e sim, há ali histórias muito muito felizes e a nossa ajuda dará muitos frutos.

 

Se quiserem e puderem fazer um donativo é só seguir este link

 

 

 

p.s- o objectivo era 1 milhão de dólares e já foi ultrapassado!!

 

Sarah