Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

09
Nov16

Presidente Trump: O pré-rescaldo

Sarah

O Trump foi eleito. Ponto. Foi eleito democraticamente, de acordo com a legislação americana e ninguém pode refutar isso (e não pessoal, nas Américas não há cá Geringonças). Mas eu não tenho que gostar disto, EU não tenho que aceitar isto como "mais uma daquelas coisas que acontecem do outro lado do Oceano".

Se chorei? Epah sim, e chorarei as vezes todas que quiser e me apetecer fazê-lo (eu choro mesmo quando tenho muita coisa para fazer ok? E ainda por cima estava em jejum.....isso sim da-me para chorar!). Contudo, há aqui coisas que não podem ser deixadas de parte:

 

-A bolsa americana está em queda desde o momento em que saiu o resultado da eleição. Para o bem e para o mal, money makes the world go around, e, infelizmente, o bater das asas do dinheiro americano, causa um tufão do outro lado do oceano. A última vez que o dólar esteve tão baixo foi na Grande Depressão;

 

-O Trump é o candidato ideal para os decision makers. Porquê? Porque não sabe em que terrenos se mexe. A Hillary seria sempre um mal menor mas conhecia os peões e tinha o jogo de cintura que o Trump não tem (nem nunca terá). Isto torna-o o Presidente ideal para assinar-e-calar. Felizes os pobres de espírito....não era assim que rezava?

 

-A única medida em que o Trump sempre bateu o pé, foi na questão do fecho das fronteiras a quem não lhe interessa e o aumento exponencial das taxas aduaneiras. Ainda que hoje ainda se consiga fazer negócios com a América, se este totó for com a sua à frente, vai deixar a América em modo Walking Dead: A fome é tanta que se comem uns aos outros. 

 

-Chateia-me que a Hillary não tenha sido capaz de vir fazer um discurso, um mandarzinho à merdinha, um pirete. Nada! Acredito que esteja doente com isto, pior que estraga, concorreu contra o Trump e perdeu. Mas se ela queria ser Presidente dos USA tinha que ter estômago para estas coisas e, ao seu jeito senhoril e superior, soltar um I´ll be back.Ou não.

 

-Ainda que o Trump seja uma mega dor de cabeça, sabiam que na Europa à 9 (NOVE) partidos de extrema-direita eleitos na Europa? Com deputados e representantes nas assembleias? Claro que a Le Pen francesa e o Geert Wilders holandês já felicitaram o novo presidente americano de forma efusiva. Entendam.....a América está muito longe quando isto renasce aqui à porta de "casa". Vejam aqui.

 

 

Em suma, ainda que a eleição de Trump tivesse grandes probabilidades de acontecer, há sempre aquela esperança judaico-cristã que "wish for the best, expect the worst".

O Trump está eleito. Vamos ver agora quem manda nele. E já agora, faz hoje 28 anos que o muro de Berlim caiu. Engraçado isto...muito engraçado.

 

 

Sarah

 

 

3 comentários

Comentódromo