Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Experimentalista

Um guia, uma ideia, uma sugestão, ou apenas um sítio onde vir dar um passeio

Experimentalista

Um guia, uma ideia, uma sugestão, ou apenas um sítio onde vir dar um passeio

Ter | 31.01.17

Experimentalista cozinhou: folhado de Roquefort com doce de frutos vermelhos

Sarah

Mais uma jantarada em casa, mais uma entrada para servir aos convivas. Se gostam de queijo (quem não gostar pode-se ir embora que não é boa gente), de frutos vermelhos e de tudo isto misturado com massa folhada crocante, então vinde à minha beira que vos vou servir mais um petisco:

 

Ingredientes:

-1 queijo roquefort (comprei do continente e é bem bom)

-4 colheres bem cheias de doce de frutos vermelhos do bom (casa da Prisca, uma delicia)

-Um rolo de massa folhada rectangular/quadrada (usei a do Lidl)

-1 ovo batido

 

Pré-aqueçam o forno a 180º e comecem a prepara a entrada. Desenrolem a massa e deixem-na ficar em cima do papel, que irá ao forno também. Se for rectangular, cortem duas tiras de cada lado até ficar um quadrado. Tirem a casca superior do queijo para que o interior fique à mostra. Coloquem as 4 colheres de sopa (bem aviadas) de doce de frutos vermelhos. Eu escolhi este pois é um doce ácido que vai contrastar bem com o queijo. Façam um embrulho com o queijo, dobrando as pontas de fora para cima do queijo. enrolem uma das tiras de massa em forma de flor e  coloquem por cima do embrulho, onde as pontas se unem. Pincelem com um ovo batido e levem ao forno até estar dourado.

Depois....lambuzem-se como se não houvesse amanhã. O queijo derrete mas não se desmancha e os frutos vermelhos vão-se fundir com a massa folhada. Fica ali na categoria de porn food. 

Se quiserem, esta receita também pode ser feita com brie, tem é que ser um queijo de pouca cura e com textura amanteigada. 

Mais uma vez....foto da net. Mas aqui a culpa já não foi minha. Pus na mesa e, quando voltei, metade já tinha ido à sua vida. Mas o aspecto interior é este.

Comei e engordai. 

Sarah

4 comentários

Comentar post