Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Experimentalista

Um blog onde exponho publicamente as pipas de massa que já gastei, dividindo-as em "bem empregues" e "desgostos"

21
Nov16

Scones 1,2,3

Sarah

Ontem eu e o Querido (por razões que ainda nos ultrapassam) estávamos jantados às 19h30. Resultado, ás 21h00 era uma fominha naquela casa que por todo o lado se ouviam roncos estomacais, até parecia trovoada mas dentro de casa.

Então, enquanto o Querido jogava Playstation (sim....é um adulto, maior de idade) eu fui à procura de uma receita de scones "para totós" que é como quem diz, impossível de correr mal num domingo à noite e feita em cima do joelho.

Encontrei uma que, por acaso, é a receita da Mimosa, mas como eu sou uma rebelde, usei manteiga do Continente (tomaaaa).

Então, reza assim:

 

-225g de farinha

-40g de açúcar

-1 colher de chá de fermento (se a farinha for da que já tem fermento, dispensem este passo)

-1 colher de sopa de manteiga (de preferência sem sal)

-1 pitada de sal 

-6 colheres de leite

-1 ovo

 

Método

Juntar todos os sólidos e misturar. Numa tigela, colocar o ovo e bater. Juntar o leite (que pode ser com sabores, para lhes dar outra graça) e a colher de manteiga, que convém estar amolecida. Misturar tudo com a ponta dos dedos mas sem amassar, para a mistura manter o "ar" e assim os scones ficam mais fofos. Quando a massa estiver homogénea, façam quatro bolinhas e  disponham num tabuleiro untado e polvilhado com farinha.

Levar ao forno a 170º, na prateleira do meio, durante 10 ou 15 minutos. Ou até ficarem dourados. Já convém ter o forno pré-aquecido para eles levarem logo um entalão mal entram no forno.

 

Et voilá! Se tenho fotos? Tenho, mas apenas no meu imaginário. É que estes foram os primeiros scones que me saíram bem, em 20 anos de lides culinárias. Ora me ficavam hóstias, ora os podia mandar à cabeça de um bandido e assim, imobilizá-lo. Mas ontem, os meus ricos scones, ficaram perfeitos. Crocantes por fora e macios por dentro. 

Em alteração à receita, passarei a fazer só com metade do açúcar. Sentia-se demais o doce e os scones devem ser um bolo quase neutro.

Comam-nos acabados de sair do forno, com geleia, doce ou manteiga. Ou sejam uns javardões como nós e comam-nos com tudo ao mesmo tempo. Só nestas alturas adoro o inverno.

 

 

Sarah