Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Experimentalista

Um guia, uma ideia, uma sugestão, ou apenas um sítio onde vir dar um passeio

Experimentalista

Um guia, uma ideia, uma sugestão, ou apenas um sítio onde vir dar um passeio

Sex | 26.08.16

Unhas para que vos quero: remendando os estragos

Sarah

Há dois anos consecutivos que uso unhas de gel, ou usava. Calma, nunca tive bonecos, flores, desenhos, brilhos, enfeites ou uma Torre Eiffel no anelar e o muro de Berlim no polegar. Sempre tive uma cor única, sóbria, discreta, que ficasse bem com qualquer roupa. Sempre foram o mais naturais possível, finas, curtas, como se quer de uma lady.

A única razão para usar unhas de gel prende-se apenas com o facto de ter uma unhas péssimas: são finas, lascam SEMPRE a meio da unha e escamam. Ora se elas eram assim, imaginem o estado destas meninas agora: quando tirei o gel as minhas unhas eram o equivalente a unhas de recém-nascido, pareciam papel. 

Tinha duas hipóteses: ou continuava o gel ou tentava dar-lhes um boost de cuidado para ficar com mãos apresentáveis. Decidi dar-lhes umas oportunidade. 

Pequisei uma infinita soma de sites à procura do melhor verniz/base/cuidado para as unhas e duas marcas saltaram à vista: O.P.I. e Andreia.

A O.P.I é uma marca norte-americana criada em 1981 por George Schaeffer, sendo que os primeiros produtos eram para os dentes e não para as unhas. A marca cresceu, especializou-se em vernizes e cuidado de mãos e hoje são uma das maiores marcas de estética do mundo. Deles, foi-me recomendado o Nail Envy para unhas frágeis e que escamam, há venda na Perfumes & Companhia por 30€. Claro que eu, forreta inveterada e com as mãos em obras, fui à procura de outra possibilidade, chegando aos Andreia. 

Já a Andreia é uma marca brasileira de cuidado de unhas. Para quem é dondoca como eu, sabe que se há coisas que os brasileiros fazem bem é sambar e produtos para a imagem, unhas incluídas. Fui a uma pluricosmética e encontrei o Care Complex+, por 3,99€. O verniz é Rico em Cálcio, Vitaminas A, C, E e F e foi formulado especificamente para unhas após-gel. Da minha parte, não podia estar mais satisfeita: ainda que continuem uma vergonha de unhas, o verniz não escama e as unhas estão a ganhar uma cor rosada sinal de saúde. Passadas duas semanas de uso, já começam a crescer uniformes e já as consigo ir limando por isso espero que após um mês de uso já as consiga começar a pintar. 

A marca possui uma vasta gama de vernizes, das cores ao cuidado, com os mais variados acabamentos e o melhor mesmo é que os preços são muitos em conta para a qualidade do produto.

 

Outras marcas que uso:

A Kiko, óbvio! Há sempre vernizes em promoção e a qualidade nem é má de todo! Só é preciso ter unhas decentes senão não há verniz que aguente. 

 

Para remoção de verniz optei por um removedor sem acetona e com a menor quantidade possível de químicos. Comprei o da Dikla à venda no Continente, por 5€ (aproximadamente) e estou bastante satisfeita. E por falar em removedores, a My Label (marca própria do Continente) tem uns discos já impregnados com o produto e dentro de uma caixinha muito prática, óptimo para quando vamos de férias e não queremos levar a parafernália toda. O preço ronda os 3€.

 

Sabendo o que sei hoje, talvez não fizesse gel, ou não durante tão tempo. Mas a verdade é que para o dia-a-dia não há mais prático. Vamos ver se estão unhas vão encontrar a luz e eu deixo de ter vergonha de mostrar as mãos.

 

Para que não restem dúvidas, isto era o "tipo" de unhas que fazia:

 

 Sarah

4 comentários

Comentar post